quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Diversão! Solução?


A vida até parece uma festa
Em certas horas isso é o que nos resta
Não se esquece o preço que ela cobra
(é meu irmão se a gente não quer!?)
Em certas horas isso é o que nos sobra.

Ficar frágil feito uma criança
Só por medo ou por insegurança
Ficar bem ou mal acompanhado
Não importa se der tudo errado

Às vezes qualquer um
Faz qualquer coisa
Por sexo, drogas e diversão
Tudo isso (tudo isso)
Às vezes só aumenta
A angústia e a insatisfação

Às vezes qualquer um enche a cabeça de álcool
Atrás de distração, mas eu digo:
Nada disso (nada disso)
Às vezes diminui a dor e a solidão

Tudo isso, ás vezes tudo é fútil
Ficar fébrio atrás de diversão
Nada disso, às vezes nada importa
Ficar sóbrio não é solução
Diversão; solução sim
Diversão; solução prá mim
Diversão; solução sim
Diversão; solução prá mim
Diversão; solução sim
Diversão; solução prá mim
Diversão
Diversão


A vida praticamente se divide entre aquilo que gostamos de fazer e o que não gostamos de fazer. Hoje eu precisei ir a uma cidade que nao gosto de ir. Uma cidade grande e feia, no meu conceito. Prefiro as pequenas e bonitas. Eu queria tanto estar em Ilha Bela ou Jericoacoara, mas estava lá naquela cidade barulhenta. Por que? Porque era preciso, porque eu nao podia deixar de ir aquela cidade hoje. Eu tinha a obrigação de estar lá. Mas eu nao tinha que estar em Jericoacoara hoje, posso deixar pra ir lá em 2009. Ou 2010. Ou nunca.

Algum dia voce fez uma coisa simplesmente porque estava com vontade de fazer? Você não morreria se não o fizesse mas o fez. Em contraponto, quantas vezes você fez coisas que não queria fazer? Você teve que fazer mesmo contrariando suas vontades, objetivos e credos. Coagido por alguma coisa que se julga maior que você, como numa ameaça sem brados, permitida e sancionada pela vontade coletiva, mas contra o que você queria.

Cabe a esta matéria apenas brevemente analisar e problematizar a questão do prazer ou desprazer nas atividades e passividades que nos são propostas.

Se você gosta e quer beber bastante aguardente, faça! Mas amanhã é sexta feira e você precisa estar de pé as 7:00h. Você continuará precisando do seu fígado nos próximos anos. Você tem um prazer enorme num copo de aguardente... você precisa ter saúde... você precisa se distrair... você pode gastar melhor seu dinheiro do que com bebidas... você precisa sorrir e esquecer os problemas... você tem uma balança aí???

Milhares de jovens devem estar em festas nesse momento em todos os lugares e fusos horários do mundo, enquanto você lê esse artigo. Imagine quantos deles vão divertir-se e serem pais e mães em 9 meses sem preparo nenhum. Eles estavam se divertindo. É preciso divertir-se!

A vida é tão cheia de mazelas, ecatombes, de responsabilidades, de ordens, de obrigações, de demandas, de horários, de despezas sérias, de inutilidades que nao trazem o riso, de derrotas, de perdas materiais ou não, de minúscias, de perfeccionismos, de leis, de regras, de modus operandi, de manuais de instruções, de dogmas, costumes e tradições, etc, etc e etc (...) Tanta coisa, tanta capa, tanta seriedade, que se eu não me divertir um pouco(ou muito)eu morro!!

Imagine a vida de alguem que se resume em dizer sim ou não, em cumprir todas as convenções sociais e cooperar para a ordem das coisas diuturnamente... você tem certeza de que corre sangue nas veias de alguem assim? Você está convencido de que seus olhos de fato brilham? Um ser humano não pode ser robotizado por qualquer sistema, seja ele a religião ou a burocracia das coisas oficiais(estatais) ou do que se acredita como certo ou de boa fama. Se você não tivesse feito aquela besteirinha não teria aprendido a importância das pequenas coisas da vida.

“Felicidade se acha é nas horinhas de descuido”(Guimarães Rosa)

Você ja chegou a pensar que a felicidade consistia em ter um bom emprego, estrutura sócio-religiosa, casar e ter filhos? Você ja pensou que isso era qualidade de vida? Repense! Tente perceber que não é dispensável o prazer dos 30 segundos em que vc bebia aquele refrigerante gelado com pedras de gelo... Nesses 30 segundos, ou 30 minutos, ou 3 segundos cabem muitas atividades que a sua criatividade pode cristalizar. Assista um beija-flor em câmera lenta e perceba o que pode acontecer em apenas 1 segundo. Isso tudo é diversão. De uma noite de amor a um simples contemplar da luz da lua. De uma festa do música que você gosta a um simples nascer do sol. Diversão.

A questão é simples e puramente a maneira de se divertir. O que você pode e o que nao pode. O que lhe é bom e o que não é. Essa análise nao cabe a esse artigo. Cabe a você!

Depois que eu voltei hoje da cidade feia e chata que citei no início do texto, aquela cidade que tive que ir, onde preferia nao ter ido, eu me diverti. Ouvi um CD que gosto muito.



Diversão; solução sim
Diversão; solução prá mim

Um comentário:

  1. Monique Leon20 dezembro, 2008

    Tudo se resume em uma velha e conhecida frase, que hj em dia tornou-se título de diversos textos,
    comunidades do Orkut e até mesmo apresentações de slides: "As coisas boas da vida".
    Encontrar prazer nas mais belas paisagens, gestos e nos momentos mais singelos...
    Qual é a fórmula?
    Apenas um componente:
    "Sensibilidade"

    ResponderExcluir